Matérias

Construção em meio lote com sofisticação

Em Caraguatatuba é permitida a construção em meio lote, desde que a mesma respeite as diretrizes do Plano Diretor Municipal. Mas, muitas pessoas acabam se perguntando: Construir em meio lote vale a pena?”

De acordo com as arquitetas Renata Borges e Carolina Yamaguti, a resposta é “depende”. A dúvida fica pelas questões financeiras, afinal de contas construir não é nada barato e muitas vezes é para a vida toda.

Os meios lotes são mais acessíveis devido ao seu custo baixo em relação a um lote inteiro, e consequentemente o valor gasto para construção e para a documentação também é mais em conta.

Depois de pronta, o custo de manutenção para deixar a residência sempre em bom estado de conservação é menor.  Com o capital definido, se a opção for pela aquisição de um meio lote, saiba que não é porque o lote é pequeno que o projeto precisa ser o mais comum possível.

É aí que entra o arquiteto. As profissionais da Escala Projetos e Construções dizem que um dos segredos é aproveitar melhor os espaços, deixando-o mais funcional, moderno e acessível.

Um dos pontos importantes e que a maioria dos clientes se preocupa é com a fachada, pois esta é um detalhe que pode valorizar quando se trata de um projeto bem resolvido e moderno, ou desvalorizar um imóvel com uma fachada simples e sem graça.

Elas sugerem que o seu interior também seja bem distribuído, organizado e elegante, seguindo a mesma linguagem arquitetônica da fachada. Por isso é fundamental um estudo de volumetria e de fachada para que o cliente fique satisfeito com o resultado final.

Esse projeto foi desenvolvido por Renata Borges e Carolina Yamaguti em um terreno de meio lote. A proposta é de uma residência unifamiliar térrea com as seguintes dependências: dois dormitórios, sendo uma suíte, sala de estar integrada com sala de jantar e cozinha, banheiro social, espaço gourmet e lavandeira.

“Veja como é possível, em um lote pequeno, construir de forma eficiente, atendendo às necessidades do cliente, garantindo o conforto e bem-estar, além de valorizar o imóvel com uma residência charmosa e moderna”, disse Renata.

“Vale salientar que nesse caso o cliente optou por uma residência térrea, mas poderia ter sido um sobrado; dependendo da localização do lote, também é permitido em nosso Plano Diretor”, revela Carolina.

Lembre-se sempre que por trás de uma obra bem feita existem projetos bem definidos elaborados por arquitetos.