Matérias

Mais do que um entreposto de pesca
Projeto arquitetônico diferenciado transformou espaço público em atrativo turístico

A intervenção no entreposto de pesca do camaroeiro surgiu, principalmente, da necessidade de melhorar as condições de trabalho dos pescadores. O projeto, muito bem elaborado pelo arquiteto Sandro Simões e executado pela empresa Solução Vertical, foi além do que costuma ser uma obra pública.

“Quando recebi a missão de executar o projeto de revitalização do entreposto, a primeira coisa que me veio em mente foi a oportunidade de beneficiar não somente os pescadores e consumidores, mas, também, direta ou indiretamente, toda a população de Caraguatatuba, valorizando o espaço através da arquitetura”, contou o autor do projeto.

Para o proprietário da Solução Vertical, Roberto Ezer, e seus irmãos, sócios da empresa, William e Helder, executar o serviço foi um desafio. Fizemos um trabalho de uma complexidade estrutural tremenda, onde conciliamos design e resistência sem fugir da parte arquitetônica. Exigiu muita técnica e dias na frente do computador”, comentaram. “Quando fomos chamados para executar o projeto estrutural e a obra, encaramos como um reconhecimento da nossa capacidade técnica”, completaram.

O responsável pela proposta, Sandro Simões, sabendo da intenção da prefeitura municipal em consolidar Caraguá como a capital do voo livre, buscou colocar no projeto arquitetônico linhas curvas que representassem as asas dos paragliders para a concepção das coberturas, as quais repousam suavemente sobre pilares metálicos que representam, ao mesmo tempo, as linhas das asas e as velas dos barcos.

Segundo o arquiteto, na concepção dos painéis frontais do conjunto, a ideia foi representar o dia a dia dos pescadores se reunindo para irem ao mar. “Estou muito satisfeito com o resultado final e também por saber que a reformulação já está apresentando efeitos positivos, como o aumento na venda dos pescados, relatado pelos próprios pescadores, e os elogios daqueles que visitam o local”.

Os responsáveis da Solução Vertical revelaram que todas as vigas soldadas, chamadas “VS”, foram confeccionadas em aço carbono, bem como os sistemas de travamento, como linhas de corrente, contraventamentos e terças. Toda a estrutura recebeu um tratamento anticorrosivo chamada galvanização a fogo, que é um processo de aplicação do revestimento de zinco em estruturas de aço através de imersão a quente, dando longevidade à estrutura tratada, com baixo custo de manutenção e excelente relação custo/benefício.

Pensando no meio ambiente, a tinta utilizada para dar cor ao empreendimento foi à base d'agua, e o resultado foi muito além das expectativas. “Quando aliamos design, técnica e comprometimento, alcançamos a excelência. Todo nosso corpo técnico experiente, bem como nossa equipe operacional treinada e comprometida foram os pilares desse resultado incrível”, disseram.

Toda a estrutura foi produzida em Caraguatatuba, mostrando que no litoral temos empresas competentes para realizar serviços desse porte, como a Solução Vertical. “Projetamos cada peça, cada parafuso, cada detalhe executivo, sendo fiel ao projeto arquitetônico muito bem elaborado pelo Sandro. Não foi fácil, mas foi um acerto incrível”, finalizaram.