Matérias

Paisagismo residencial, vale a pena investir
Ter o verde ao redor valoriza o imóvel e traz qualidade de vida

O projeto de paisagismo muitas vezes é deixado em último plano quando se trata de construir ou reformar, como se fosse algo que não tivesse tanta importância e necessidade.

A arquiteta e paisagista Larissa Moliterno é uma das amantes e especialistas na área. Ela lamenta o fato de muitos esquecerem desse item em uma obra. “Sempre que tenho oportunidade procuro elaborar o projeto arquitetônico junto com o projeto de paisagismo, de forma que tudo fique harmônico. Os clientes, em sua maioria, não pensam no paisagismo como um investimento e dos benefícios adquiridos, que vão além do efeito decorativo”, disse.

Antes

Mesmo com pouco espaço, é possível projetar um lindo jardim, escolhendo espécies adequadas para cada local, levando em consideração também a manutenção, pois existem diversas espécies de plantas, e o profissional, na hora de especificar, precisa avaliar quem irá cuidar, se terá um jardineiro para fazer as podas e fazer regas frequentes”, explicou Larissa.

A decoração e o bem-estar são propostas que devem caminhar juntas. Por isso, o paisagismo precisa se tornar uma prioridade nos projetos atuais, pois desempenha um papel importante junto aos moradores. “Os seres humanos têm uma reação profundamente positiva quando estão próximos à natureza. Pessoas que possuem uma conexão com a natureza tendem a ser mais calmas e felizes. Os clientes que incluem plantas estão investindo também em qualidade de vida”, comentou.

Outro ponto positivo é o conforto térmico, uma das características do paisagismo residencial, criando uma sensação tranquila e restauradora para o espaço. As plantas purificam o ar, são os filtros naturais que retiram dióxido de carbono do ar, substituindo por oxigênio.

Depois
O cliente tinha muita vontade de ter um cantinho para que ele pudesse se conectar com a natureza

E os benefícios não param por aí.  Com o jardim sensorial, que possui influencia oriental, podemos explorar o uso dos cinco sentidos, acarretando um bem-estar físico, fisiológico e psicológico: “Além disso, caso o cliente não possua espaços para um jardim de solo, podemos também propor um paisagismo vertical, vasos com plantas, floreiras, hortas, vasos com ervas e temperos. É válido salientar que é necessário contratar um profissional para elaborar um projeto adequado, que saberá informar as espécies indicadas de acordo com cada local, sombra, meia sombra e sol, criando formas e volumes, harmonizando todos os elementos e conhecendo os melhores fornecedores”, sugere Larissa.